Crescendo na graça e no conhecimento

Lições 4.o Trimestre 2013

Lições 4.o Trimestre 2013
Conselhos para a vida

Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos
Lição 2 - Advertências Contra o Adultério
Lição 3 - Trabalho e Prosperidade
Lição 4 - Lidando de Forma Correta com o Dinheiro
Lição 5 - O Cuidado com Aquilo que Falamos
Lição 6 - O Exemplo Pessoal na Educação dos Filhos
Lição 7 - Contrapondo a Arrogância Com a Humildade
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Lição 10 - Cumprindo as Obrigações Diante de Deus
Lição 11 - A Ilusória Prosperidade dos Ímpios
Lição 12 - Lança o teu Pão Sobre as Águas
Lição 13 - Tema a Deus em todo o Tempo

Comentarista:

José Gonçalves - Pastor, Professor de Teologia, Escritor e Vice-presidente da Comissão deApologética da CGADB; Comentarista das revistas de Escola Dominical da CPAD.

30 de março de 2010

O desvocacionado

Nove horas e quarenta minutos.
Adentra ofegante ao templo, camisa suada, o nosso amado mestre da EBD.
Chega atrasado, de novo (desta vez estava procurando a bendita lição, coisa do inimigo!.)
Perde o devocional, corre direto para a sala de aula.
Lá, encontra a turma já meio impaciente, alguns conversando em pequenos grupos.
Saúda a todos com a paz do Senhor.
Recita o título da lição, texto áureo e a verdade prática, o que os alunos acabaram de fazer coletivamente, antes de ele chegar, claro!
- Muito bem, que tema interessante este de hoje?!
Inicia o monólogo lendo o texto da leitura diária da segunda, da terça, quarta, quinta, sexta (ufa!); os alunos por sua vez já estão loucos que chegue o próximo domingo, quando vai ministrar o professor substituto.
Sem fitar ninguém nos olhos, continua a “aula” lendo a introdução da lição. Lembra de contar, mais uma vez, (os alunos já perderam a conta), aquele testemunho do livramento que Deus lhe deu há mais de uma década. Tudo serve como hiperlink para rememorar aquele episódio que garante meia horinha de aula sem se preocupar com a relevância do conteúdo do texto a ser ministrado.
Alguém, mais corajoso ou mais "rebelde", dispara: - Professor, vamos voltar ao assunto! Sem cerimônia, o empolgado depoente agora volta à leitura do texto de modo corrente, parecendo mais noticiário da Voz do Brasil.
Outro aluno mais ligado, argumenta: - Professor, o que o comentarista quer dizer aqui na lição quando afirma ... O precavido professor corta a pergunta e sai logo com a pérola: - Querido, as dúvidas a gente tira ao final, OK ?
Uma aluna, daquelas que rabisca, sublinha, anota ao redor do texto da lição todinha, carrega dicionário, encicoplédia bíblica, sem dó e piedade, fuzila: - irmão, (já não usa mais a deferência de professor), qual a diferença entre expiação, redenção, justificação e salvação ?
A turma para em suspense como torcedor antes da batida do pênalti.
O dublê de professor refuta: - este assunto não faz parte do contexto da lição, minha filha.
Assunto encerrado.
Parece que agora desligou de vez o botão on/off da relação aprendente/ensinante; já não mais resta tempo para nada. O jeito é pedir a Deus que sobre um tempinho para que o pastor possa fazer o resumo da lição, se os eternos avisos permitirem, para se comer algumas migalhas que caem da mesa do Senhor. Porque o padeiro de hoje desperdiçou a massa da fornada da bela manhã de escola bíblica dominical. Que tinha tudo para ser cheia da graça mas que terminou tão sem graça.
Mas domingo tem mais, se Deus quiser, quem sabe uma classe única, com o conteúdo do trimestre para tirar o atrasado.
Então, fica na paz, domingo tem mais !

Um comentário:

janio disse...

Aí Jõazinho, valeu!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco


Se copiar algum texto, favor citar a fonte com o nome do autor e o link deste blog.