Crescendo na graça e no conhecimento

Lições 4.o Trimestre 2013

Lições 4.o Trimestre 2013
Conselhos para a vida

Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos
Lição 2 - Advertências Contra o Adultério
Lição 3 - Trabalho e Prosperidade
Lição 4 - Lidando de Forma Correta com o Dinheiro
Lição 5 - O Cuidado com Aquilo que Falamos
Lição 6 - O Exemplo Pessoal na Educação dos Filhos
Lição 7 - Contrapondo a Arrogância Com a Humildade
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Lição 10 - Cumprindo as Obrigações Diante de Deus
Lição 11 - A Ilusória Prosperidade dos Ímpios
Lição 12 - Lança o teu Pão Sobre as Águas
Lição 13 - Tema a Deus em todo o Tempo

Comentarista:

José Gonçalves - Pastor, Professor de Teologia, Escritor e Vice-presidente da Comissão deApologética da CGADB; Comentarista das revistas de Escola Dominical da CPAD.

16 de fevereiro de 2007

O valor das coisas pequenas


Porque, quem despreza o dia das coisas pequenas ?
Zacarias 4.10

Um ditado popular diz que nos menores frascos se encontram as melhores essências. O dia-a-dia porém quer nos levar para outros caminhos. O caminho de buscar as coisas grandes e desprezar as pequenas. Os manuais de auto-ajuda orientam as pessoas a pensarem grande. Pensar na grande na escola, no trabalho, em casa, e até na Igreja esse pensamento parece querer entrar e ficar. E a vida espiritual passa a ser medida através de índices de desempenho pessoais. Mas por que não valorizarmos o dia das coisas pequenas ? O dia do sorriso para com o próximo, da lágrima da solidariedade, da alegria de mais um dia de vida. É a valorização das coisas pequenas.
Um dos maiores conselhos do texto bíblico nos aconselha a não ambicionarmos as coisas grandes, mas nos acomodarmos as humildes, evitar a mania de grandeza. Isto serve para não cairmos na tentação da soberba, da auto-suficiência, se achando melhor do que tudo e de que todos. A soberba precede a queda e a humildade vai adiante da honra. Valorizar o dia das coisas pequenas não é tornar-se uma pessoa pequena, mas é reconhecer que tudo tem o seu valor; Outro ponto importante é lembrar que ter não é ser, como quer afirmar a sociedade de consumo. Ser é muito mais importante do que ter. E ser humilde não é ser inferior. Se a mão disser que não é olho deixará de fazer parte do corpo por conta disso ? As coisas que julgamos serem pequenas são as mais necessárias, afirmou o apóstolo Paulo. O extremo também é perigoso e deve ser evitado, o complexo de superioridade. Jamais podemos dizer: porque sou olho, não tenho necessidade de vós. Mas considere os outros superiores a si mesmo e a partir daí passaremos a valorizar as coisas pequenas, amando o nosso próximo e honrando a Deus. Juntos, trabalhando e servindo ao Senhor Jesus em um só pensamento e um só parecer. Aleluia !

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco


Se copiar algum texto, favor citar a fonte com o nome do autor e o link deste blog.