Crescendo na graça e no conhecimento

Lições 4.o Trimestre 2013

Lições 4.o Trimestre 2013
Conselhos para a vida

Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos
Lição 2 - Advertências Contra o Adultério
Lição 3 - Trabalho e Prosperidade
Lição 4 - Lidando de Forma Correta com o Dinheiro
Lição 5 - O Cuidado com Aquilo que Falamos
Lição 6 - O Exemplo Pessoal na Educação dos Filhos
Lição 7 - Contrapondo a Arrogância Com a Humildade
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Lição 10 - Cumprindo as Obrigações Diante de Deus
Lição 11 - A Ilusória Prosperidade dos Ímpios
Lição 12 - Lança o teu Pão Sobre as Águas
Lição 13 - Tema a Deus em todo o Tempo

Comentarista:

José Gonçalves - Pastor, Professor de Teologia, Escritor e Vice-presidente da Comissão deApologética da CGADB; Comentarista das revistas de Escola Dominical da CPAD.

17 de abril de 2010

Os Servos Precisam Ouvir


Nada mais aplicável aos seguidores de Cristo do que aquele velho ditado que afirma que Deus nos deu dois ouvidos e uma boca para ouvirmos mais e falarmos menos, e assim, “todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para se irar.” Tiago 1.19. Uma característica singular do próprio Cristo: “Eis aqui o meu servo que escolhi, o meu amado em quem a minha alma se compraz; porei sobre ele o meu espírito, e ele anunciará aos gentios o juízo.Não contenderá, nem clamará, nem se ouvirá pelas ruas a sua voz.” Mateus 12.18 e 19.

Vale lembrar que a fé se inicia pelo ouvir a Palavra de Deus Romanos 10.17; Gálatas 3.2,5.
O processo de convocação e formação dos discípulos se deu através do ouvir a mensagem poderosa de Cristo: Leia João 1.35-53.

Ouvir no sentido bíblico tem a conotação de não apenas escutar, mas sim, guardar aquilo que se ouviu e colocar em prática o que se aprendeu pelo ouvir. Tiago 1.22

Daí o alerta do Senhor Jesus Cristo em suas ministrações: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça, Ler Mateus 11.15; 13.9; Lucas 8.8; 14.35; João 12.47

Este foi o grande conflito no ministério prof´ético de Jeremias, o povo não queria ouvir:

A quem falarei e testemunharei, para que ouçam? eis que os seus ouvidos estão incircuncisos, e eles não podem ouvir; eis que a palavra do Senhor se lhes tornou em opróbrio; nela não têm prazer. Jeremias 6.10;

Disse-me, pois, o Senhor: Proclama todas estas palavras nas cidades de Judá, e nas ruas de Jerusalém, dizendo: Ouvi as palavras deste pacto, e cumpri-as. Porque com instância admoestei a vossos pais, no dia em que os tirei da terra do Egito, até o dia de hoje, protestando persistentemente e dizendo: Ouvi a minha voz. Mas não ouviram, nem inclinaram os seus ouvidos; antes andaram cada um na obstinação do seu coração malvado; pelo que eu trouxe sobre eles todas as palavras deste pacto, as quais lhes ordenei que cumprissem, mas não o fizeram. Disse-me mais o Senhor: Uma conspiração se achou entre os homens de Judá, e entre os habitantes de Jerusalém. Tornaram às iniqüidades de seus primeiros pais, que recusaram ouvir as minhas palavras; até se foram após outros deuses para os servir; a casa de Israel e a casa de Judá quebrantaram o meu pacto, que fiz com seus pais. Jeremias 11.6-10.
Este povo maligno, que se recusa a ouvir as minhas palavras, que caminha segundo a teimosia do seu coração, e que anda após deuses alheios, para os servir, e para os adorar, será tal como este cinto, que para nada presta. Pois, assim como se liga o cinto aos lombos do homem, assim eu liguei a mim toda a casa de Israel, e toda a casa de Judá, diz o Senhor, para me serem por povo, e por nome, e por louvor, e por glória; mas não quiseram ouvir: Jer. 13.10 e 11. (Outras citações em Jeremias: 16.12; 17.21-25; 25.4;)

Jesus ministrou às igrejas da Ásia através de João, alertando: Ouçam o que o espírito diz às Igrejas: Apocalipse : 2. 2.7;11;17;19; e.3.6;13;22

Um dos problemas no processo de comunicação dos oráculos de Deus se encontra justamente no receptor da mensagem, ou seja, nós, que estamos do outro lado da linha. Muitas vezes desligados, desatentos, ou mesmo desinteressados, como o comentarista da lição expressa, moucos e enfermos. A gravidade desta tomada de posição em relação à mensagem, reforça o alerta do perigo do endurecimento a partir do ouvir as verdades de Deus.


E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, e de maneira alguma entendereis; e, vendo, vereis, e de maneira alguma percebereis.Porque o coração deste povo se endureceu, e com os ouvidos ouviram tardamente, e fecharam os olhos, para que não vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure. Mateus.13 a 15. E assim acontece com os judeus até os dias de hoje. Romanos 11.8. Leia também Hebreus 3.7-19


A consequencia do não ouvir seria um sacudir de pó, sobre os incrédulos, das alparcas dos mensageiros  que ficam isentos da responsabilidade quanto à mensagem e a paz subseqüente a quem dá ouvido automaticamente volta para o mensageiro, ficando o ouvinte sem se beneficiar dos efeitos da mensagem Mateus 10.11 a 14; E não deixando assim o coração se endurecer (Hebreus 4.7), justamente porque não deram crédito à pregação (Romanos 10.16; Isaías 53.1)
Mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não chegou a ser unida com a fé, naqueles que a ouviram.

O alerta do Senhor Jesus Cristo à Igreja de Laodicéia, no livro de Apocalipse, ainda atual, relevante e aplicável, diz: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” Ap. 3.20. Assim, preciso ter cuidado para não ser tardio no ouvir para poder crescer continuamente hebreus 5.11 a 14.
 
A nós, porém, que ouvimos e damos crédito à mensagem salvadora de Cisto, nosso sumo pastor, evidenciada em sua morte e ressurreição, resta a esperança fiados nesta mensagem:  

Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco; a essas também me importa conduzir, e elas ouvirão a minha voz; e haverá um rebanho e um pastor. Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para a retomar. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho autoridade para a dar, e tenho autoridade para retomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai. João 10.15 a 17.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco


Se copiar algum texto, favor citar a fonte com o nome do autor e o link deste blog.