Crescendo na graça e no conhecimento

Lições 4.o Trimestre 2013

Lições 4.o Trimestre 2013
Conselhos para a vida

Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos
Lição 2 - Advertências Contra o Adultério
Lição 3 - Trabalho e Prosperidade
Lição 4 - Lidando de Forma Correta com o Dinheiro
Lição 5 - O Cuidado com Aquilo que Falamos
Lição 6 - O Exemplo Pessoal na Educação dos Filhos
Lição 7 - Contrapondo a Arrogância Com a Humildade
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Lição 10 - Cumprindo as Obrigações Diante de Deus
Lição 11 - A Ilusória Prosperidade dos Ímpios
Lição 12 - Lança o teu Pão Sobre as Águas
Lição 13 - Tema a Deus em todo o Tempo

Comentarista:

José Gonçalves - Pastor, Professor de Teologia, Escritor e Vice-presidente da Comissão deApologética da CGADB; Comentarista das revistas de Escola Dominical da CPAD.

5 de outubro de 2011

Resposta em tempos de crise


Caio Fábio d’Araújo Filho, pastor presbiteriano, um dos pregadores brasileiros que mais influenciou sua geração, formador de opinião entre cristãos evangélicos entre as décadas de 80 a 90.
Na sua autobiografia Confissões do Pastor, o Pr. Caio Fábio testemunha da sua história de vida e de apego a vida, enfrentando as crises de infância, juventude, sua conversão, seu chamado e as crises da prática ministerial a serviço da obra do  Senhor, em meio a divergências popiticas e eclesiásticas que lhe trouxeram alegrias e dores. (Fábio, 1999.) Razões do conhecimento público o levaram  a se afastar do centro do cenário evangélico nacional e internacional.

Mas suas mensagens e seus escritos ficaram registrados em benefício da edificação do corpo de Cristo.
Em uma de suas obras procura responder a uma questão crucial da vida humana: o que fazer em tempos de crise?

No livro Resposta à Calamidade, editado primeiramente pela CPAD (Fábio, 1989), procura apresentar respostas para o problema e sugere que tipo de homens temos de ser para enfrentarmos tempos de crises: “ Um homem que tenha mais do que um mediano otimismo. Pede-se dele um esforço que ultrapasse muitas vezes aquilo que a nossa humanidade produz.”

No primeiro capítulo, com base no texto de II Reis 7.1-15 que relata a saga de quatro leprosos quando do cerco de Samaria pelo exército dos siros, contextualiza o cenário da época. Um tempo de “miséria, desemprego, elevação do custo de vida, dramas familiares em decorrência disso, desmotivação da liderança,” enfim, tempos de crise, de calamidade.

E pergunta: “Quais são os seres humanos capacitados a viver neste tempo de crise?” E descreve as respostas que encontrou no texto bíblico:

1.      Os heróis destes tempos de crise devem ser pessoas que sabem o que é padecer; que aceita ser discriminada; que sabe viver sem status; que sabe conviver com a solidão, enfim, conclui que temos que ter na alma e no coração a força do desapego.
2.        Para viver em tempos de crise é preciso sermos pessoas que entendem que a ação é a única maneira digna de enfrentar a morte, ação de amor a vida, de luta contra o mal e de servir; Proclama que a derrota sem lutas é uma das maiores indignidades.
3.      Ser pessoas que entendem que a vida só tende a melhorar e esclarece que só quem já morreu para vida pode vivê-la com otimismo;
4.      E, por fim, pessoas que entendem que o tempo de Deus muitas das vezes não é no melhor tempo humano. Mas é o tempo em que o Senhor manifesta a sua ação simultânea, agindo em peleja por aqueles que nele confiam.

Assim, depois do agir de Deus em nosso benefício em meio às crises, ensina que devemos tomar uma atitude de tomar posse das oportunidades que Deus nos dá para depois compartilhar com os outros das bênçãos recebidas da parte de Deus, com responsabilidade, generosidade e bom ânimo.  

Concluindo com a nota da contra-capa:

“As variedades [de sofrimentos] que podem acometer em termos de dor uma infinidade de pessoas que cruzam conosco são inúmeras. Mas a receita de Deus é a mesma: - Levante-se com fé e andarei á sua frente. Só assim daremos uma resposta à calamidade.

Referências Bibiográficas:

FÁBIO, Caio. Resposta á calamidade. 2ª edição. Rio de Janeiro: CPAD, 1989.

FÁBIO, Caio. Confissões do pastor. Rio de Janeiro: Record, 1997.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco


Se copiar algum texto, favor citar a fonte com o nome do autor e o link deste blog.