Crescendo na graça e no conhecimento

Lições 4.o Trimestre 2013

Lições 4.o Trimestre 2013
Conselhos para a vida

Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos
Lição 2 - Advertências Contra o Adultério
Lição 3 - Trabalho e Prosperidade
Lição 4 - Lidando de Forma Correta com o Dinheiro
Lição 5 - O Cuidado com Aquilo que Falamos
Lição 6 - O Exemplo Pessoal na Educação dos Filhos
Lição 7 - Contrapondo a Arrogância Com a Humildade
Lição 8 - A Mulher Virtuosa
Lição 9 - O Tempo para Todas as Coisas
Lição 10 - Cumprindo as Obrigações Diante de Deus
Lição 11 - A Ilusória Prosperidade dos Ímpios
Lição 12 - Lança o teu Pão Sobre as Águas
Lição 13 - Tema a Deus em todo o Tempo

Comentarista:

José Gonçalves - Pastor, Professor de Teologia, Escritor e Vice-presidente da Comissão deApologética da CGADB; Comentarista das revistas de Escola Dominical da CPAD.

11 de agosto de 2011

O Senhorio de Cristo

           Grande é o mistério na relação Cristo–Igreja (Efésios 5:32). Trata-se de uma relação mística entre a cabeça – Jesus Cristo e o corpo espiritual – a Igreja –, formada de diversos membros, unidos em um organismo vivo.
Cabeça refere-se à autoridade, comando, liderança. Esta é a posição de Cristo em relação à Igreja. Ele é a cabeça. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia. (Colossenses 1:18 e Efésios 5:23)
Após a ressurreição, Jesus assume Sua posição à direita do Pai nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir, não só no presente século, mas também no vindouro. Efésios 1:20-21.
Deus colocou todas as coisas debaixo dos pés de Cristo, para ser a cabeça sobre todas as coisas, e deu Cristo à Igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas. (Efésios 1:22-23). Dádiva maior que esta não existe.
Para que desta forma se reconheça a Cristo como a cabeça de todo homem (1 Coríntios 11:3), sendo Ele próprio o sendo ele próprio o Salvador do corpo (Efésios 5.23), a quem DEUS constituiu como Senhor e Cristo (Atos 2:36).
A partir do momento em que aceitamos a Jesus como Salvador de nossas vidas, Ele, o bendito e único Soberano (I Timóteo 6.15), também deve se tornar o nosso Senhor: “- Vós me chamais Mestre e o Senhor e dizeis bem; porque eu o sou”, disse Jesus (João 13:13). E foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto de mortos como de vivos (Romanos 14:9).
O reconhecimento do senhorio de Cristo é condição essencial para a caminhada cristã vitoriosa. Quem quiser vir a tornar-se um discípulo, um seguidor de Jesus, deve renunciar a si mesmo, tomar a cruz, e segui-Lo. Mateus 16:24.
Jesus lançou o convite: - Vem, segue-me!
Esta é a convocação de Cristo a cada cristão que atua no organismo vivo. Seguir a Jesus é reconhecer Seu senhorio, seu governo, sua orientação, seus ensinamentos. Ele é a cabeça que comanda a Igreja e nós os membros do Seu corpo, ou seja, ele é quem planeja, decide, ordena; como servos, devemos ouvi-Lo e cumprir a Sua vontade. DEUS o fez não apenas Salvador, mas também Senhor e Cristo.
            Este reclamou da falta de submissão ao Seu senhorio: “- Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu vos mando?” Lucas 6.46.
            Se o chamamos Senhor, por que não agirmos então como servos?
            Jesus disse isto porque sabia que nem todos o obedeceriam. Romanos 10:16. Muito embora alguns usem o nome poderoso de Jesus para operar milagres e maravilhas, o princípio da obediência não poderia ser quebrado, o que levará o homem à não ser sequer reconhecido por Cristo, em virtude da prática da iniquidade. Mateus 7:22, 23. 
           Assim, algumas  práticas extáticas, manifestações ditas espirituais, algumas vezes não são sinal de submissão a DEUS. Daí a necessidade do discernimento espiritual para reconhecer principalmente através dos frutos a identidade de um verdadeiro servo do Senhor. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco


Se copiar algum texto, favor citar a fonte com o nome do autor e o link deste blog.